30 agosto 2010

dialog.


Tha diz: Let's go to the beach on Weekend?
Momô diz: YEAH! Bitch on beach! I said: Daaaad, your niece is inviting me to go to the beach! (...) and he said: But she dad's don't reported me. =((
Tha diz: But my dad go to speak about the beach with your dad!!!
Momô diz: And my dad will agree, because he loves you and your dad! *-*
Tha diz: We are happy!!! Forevermenteeeeeeeeeeeeeee *-------*
Momô diz: Yeah! So happy. Happy so much! Very very Happy! Fucking happy! (H)
#playing: oooh happy day , oh happy dayyy (8) ... everybody singing!
heuheuehuehhe!! english fail. fuen fuen fuen (n)
Tha diz: kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Momô diz: Now I'll take a shower, then eat something, then I go to english and finally to college. See you! Take care! XOXO

a fome.


Diego: momo, quero te fazer um convite
Momô: contanto que não seja assistir jogo do flamengo, não tenho mais unhas!
Diego: o que você acha da gente ir na aula hoje? que tal?
Momô: nossa, di! me dá dois minutinhos pra pensar? é que me pegou de surpresa...
Diego: tudo bem, mas pensa com carinho
Momô: você está ciente de que hoje o churrasquinho não abre né? relevante...
Diego: sim, mas tem o x-tudão
Momô: tá bom, me convenceu. \o/

28 agosto 2010

Os três pontinhos são o que me matam.
Ponto final seria a dureza clara e o fim da história,
três pontinhos são o que me matam.

deixo tudo assim, não me acanho em ver vaidade em mim...
eu digo o que condiz. eu gosto é do estrago.

sei do escândalo e eles têm razão,
quando vêm dizer que eu não sei medir
nem tempo e nem medo...


“Não vou me deixar embrutecer, eu acredito nos meus ideais. Podem até maltratar meu coração, que meu espírito ninguém vai conseguir quebrar.”

(Renato Russo)

"Era uma vez, mas eu me lembro como se fosse agora.
Eu queria ser trapezista, minha paixão era o trapézio.
Me atirava do alto na certeza que alguém segurava-me as mãos não me deixando cair.
Era lindo , mas eu morria de medo , tinha medo de tudo quase: Cinema, parque de diversão, de circo, ciganos, aquela gente encantada que chegava e seguia.
Era disso que eu tinha medo.
Do que não ficava para sempre.”

(Antônio Bivar)



"Gosto da transparência, dos palhaços e da autenticidade;
gosto dos que são capazes de viver cada dia como se fosse o último;
gosto dos que riem, dos que choram,
dos que se emocionam com qualquer coisa;
gosto de ouvir gente simples a pensar em voz alta.
Gosto da verdade mesmo não sabendo muito bem o que isto é.”

(José Artur Matos)


"Rir muito e com frequência; ganhar o respeito de pessoas inteligentes e o afeto das crianças; merecer a consideração de críticos honestos e suportar a traição de falsos amigos; apreciar a beleza, encontrar o melhor nos outros; deixar o mundo um pouco melhor, seja por uma saudável criança, um canteiro de jardim ou uma redimida condição social; saber que ao menos uma vida respirou mais fácil porque você viveu. Isso é ter tido sucesso."

(Ralph Waldo Emerson)

“Eu tenho uma espécie de dever, dever de sonhar, de sonhar sempre, pois sendo mais do que um espetáculo de mim mesmo, eu tenho que ter o melhor espetáculo que posso. E, assim, me construo a ouro e sedas, em salas supostas, invento palco, cenário para viver o meu sonho entre luzes brandas e músicas invisíveis.”
(Fernando Pessoa)

“Tenho que ter paciência para não me perder dentro de mim: vivo me perdendo de vista. Preciso de paciência porque eu sou vários caminhos - inclusive o fatal beco sem saída.”
(Clarice Lispector)

"O que obviamente não presta sempre me interessou muito.
Gosto de um modo carinhoso do inacabado, do malfeito,
daquilo que desajeitadamente tenta um pequeno vôo
e cai sem graça no chão."

(Clarice Lispector)

“Com perdão da palavra, quero cair na vida.”
(Adélia Prado)

“Deixa estar que o que for pra ser vigora…”
(Maria Gadú)

amar não é pra amadores.

Bipolaridade.




















Não há opção.

(nenhum título)

Já que está passando Horário Eleitoral Gratuito (obviamente gratuito) e eu estou esperando minha pizza chegar, resolvi vir falar a respeito de uma coisa muito importante (pra mim e pra minha mãe): minha vida. Mais precisamente do IBOPE que ela causa.

O ibope é um dos objetivos mais cobiçados pela sociedade, desde os primórdios. É algo que me persegue e que eu repugno. Nem todo mundo nasce pra protagonizar, eu não gostaria, mas parece que o destino me força a ser protagonista. É basicamente uma novela da vida real onde eu alterno a mocinha e a vilã (muito mais mocinha, acreditem). Como em qualquer novela existem muitos figurantes... grandes figuras! Existem os telespectadores (assíduos, por sinal), os fãs que elogiam meu "trabalho" e, claro, os que invejam e criticam. E haja comentários!

Independente de onde eu vá, seja pra faculdade, bar, restaurante, churrasco, ou mesmo que eu fique em casa, sempre haverá gente cuidando da minha vida. Quanto a isso não preciso me preocupar, não faltam paparazzis.

Eu tenho alguns amigos, não muitos, mas são o suficiente. Já perdi alguns também, mesmo não concordando com a possibilidade de alguém se tornar substancialmente um ex-amigo. Meus amigos nunca estão juntos, tenho amigos de várias tribos. Os que moram longe, os que ficam longe por opção, os que estão sempre presentes de alguma forma, os mais-que-presentes e os onipotentes. Eu os amo, ainda que muitas vezes me irritem e me despertem a vontade súbita de defenestrá-los.

Outra coisa interessante sobre mim é que eu tenho um encosto. Eu não gosto dele e aparentemente é recíproco. Sei lá... queria que ele me deixasse em paz, mas eu acredito que o tenha seduzido sem querer e tenha despertado um amor (ou ódio) platônico e doentio. Não adianta, já discutimos a relação, já pedi pra ele ir, mas não me abandona. Um dia eu "munto" no pescoço dele e me vingo. (Sacanaaaaaaaagem, Encosto! Fica tranquilo, não tenho a mínima pretensão de ser encosto de alguém. Não sonho com isto.)

Falando em sonho, o meu é um tanto complexo: quero ser uma ótima profissional, quero construir minha vida de forma bem estável, isso obviamente inclui não me casar (...) quero ter uma filha (menina, de preferência... a Sophie), e que ela só venha na hora certa (hora certa = quando eu tiver plenas condições monetárias e psicológicas) e, prioritariamente, quero ser motivo de orgulho para meus pais e poder retribuir tudo que eles fizeram a vida inteira por mim com todo amor e devoção.

E já que toquei nesse assunto, amor é uma palavra pouco cotada na minha vida. Não no sentido maternal/paternal, este sim ocupa toda a minha essência e sem ele eu jamais seria alguém. Talvez este amor ocupe o lugar de outros amores. Egoísta! Muitas pessoas sofrem por desamores, eu também. Acontece que eu sequer chego a amar, é muito difícil despertar esse sentimento em mim, e acreditem, é terrível se sentir uma pedra.

Eu também tenho uma certa facilidade pra esquivar problemas quando o caso me interesse. É um talento reconhecido e bem aproveitado pelos meus amigos em suas façanhas de presepadas. Cada proeza inefável. Espero que esse Dom Divino nunca se esgote, minha vida profissional agradeceria as engenhosas e criativas resoluções de litígios. Lides complexas, diga-se de passagem.

Tenho inúmeros defeitos também. Sou chata pra caramba, teimosa e muuuuito pirracenta. Porém sou uma boa amiga e uma boa companhia pra pessoas pacientes. (HAHAHA!)

Bom, minha pizza chegou, vou me fartar sozinha (já que eu não tenho mais um namorado), assistir um filme, e praticar autismo. Sábado à noite em cidade pequena pode ser muito mais seguro dentro de casa. A guerra de línguas já me desgastou muito por hoje, vou abstrair e aguardar o dia mais tedioso da semana (domingo).

Boa noite pra vocês, à partir de agora estou inoperante, hibernando bem longe das redes sociais.
Hoje, porém, mesmo não conseguindo dobrar o joelho (vide post anterior), acordei melhor. Tomei um bom café da manhã (Nutella), almocei um cardápio saudável e muito nutritivo (Nutella) e estou jogada na cama, comendo Nutella, já que não consigo andar até a pastelaria chinesa.

(...) Foi quando ouvi minha mãe gritando lá na porta: MONIIIIQUE! MONIIIIQUE!

Morrendo de felicidade eu saí até saltitando, enfim a deprê do fim de semana solitário tinha acabado. Nem senti meu joelho, acho que fui flutuando até a porta!

Eu fui gritando do quarto até lá: MAMÃE! MAMÃE! (Feito uma deficiente mental.)
Sorridente, abri a porta e GRITEI: OBAAAAAAAAA!

Era a vizinha, gritando com seu poodle NICK, pra que ele parasse de fazer caquinha na minha porta. Não sei se ela ficou com pena da minha cara de decepcão, ou se achou que eu queria comer a caquinha ou o cachorro dela (depois do grito de "OBAAA!"), ou se ela acha que eu sou retardada...
E se eu não tô doida, ela proibiu o cachorro de chegar perto de mim. Eu juro que ouvi ela dizer: Não quero você aí nunca mais!

Enfim, o dia está sendo super agradável. Preciso me benzer!

#FundoDoPoço
Ontem, num lapso de sanidade, aceitei a proposta do Fabio de ir pro Canto Country. Faaaail total, como já era de se esperar. A gente não sabia do amor existente entre minha bota e a calça dele... descobrimos na prática, quando chegamos lá e eles se agarraram. Sim, minha bota e a calça dele se agarraram e, tentando separar aquela putaria pública, o gênio do Fabio puxa a calça e me arremessa no chão! Parabéééns!!! Resultado da façanha:

#voodooéprajacoo.

19 agosto 2010

16 agosto 2010


Me ensina a não andar com os pés no chão...
Para sempre é sempre por um triz.
Aí, diz quantos desastres tem na minha mão,
Diz se é perigoso a gente ser feliz (...)

Beatriz, Chico Buarque de H
ollanda.

deixe de lado esse baixo astral,
erga a cabeça enfrente o mal,
que agindo assim será vital para o seu coração...
é que em cada experiência se aprende uma lição,
eu já sofri por amar assim,
me dediquei mais foi tudo em vão...

pra que se lamentar, se em sua vida pode encontar,
quem lhe ame com toda força e amor,

e assim sucumbirá a dor.

tem que lutar,
não se abater,
só se entregar,
a quem te merecer...
não estou dando e nem vendendo
como o ditado diz...
o meu conselho é pra te ver feliz!

(())
Nada garante que a lagarta se tranformará numa borboleta.
Como é belo ver a sua luta pela vida.

"Quando a última árvore tiver caído,
quando o último rio tiver secado,
quando o último peixe for pescado,
vocês vão entender que dinheiro não se come."

"Quando algo que você goste acabar, ou simplesmente for embora,
lembre-se de que as folhas do outono não caem porque querem,
mas porque é chegada a hora."

13 agosto 2010


"O dia mente a cor da noite
E o diamante a cor dos olhos
Os olhos mentem dia e noite a dor da gente"

Enquanto houver você do outro lado
Aqui do outro eu consigo me orientar
A cena repete a cena se inverte
Enchendo a minh'alma d'aquilo que outrora eu deixei de acreditar

Tua palavra, tua história
Tua verdade fazendo escola
E tua ausência fazendo silêncio em todo lugar

Metade de mim
Agora é assim
De um lado a poesia, o verbo, a saudade
Do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim
E o fim é belo incerto... depende de como você vê
O novo, o credo, a fé que você deposita em você e só

Só enquanto eu respirar
Vou me lembrar de você
Só enquanto eu respirar...
(())


o anjo mais velho, TM.


12 agosto 2010

TPM ou TRANSTORNO BIPOLAR?
Na verdade o meu medo é que o transtorno seja polar.
:O
#pânico.

10 agosto 2010

TENTANDO abstrair... mas tá difícil!
Tô precisando de paz.
Tô precisando de um tempo só pra mim.
E acredite: Tá difícil DEMAIS conseguir.
Não sei até quando vou aguentar isso não.

09 agosto 2010

podes crer, cidade negra.


o que é, meu irmão?!
eu sei o que te agrada e o que te dói,
e o que te dói...
é preciso estar tranquilo,
pra se olhar dentro do espelho... refletir..
o que é? o que é?
seja você quem for,
eu te conheço muito bem
e isso faz bem pra mim

isso faz bem pra vida
!
onde quer que vá, eu vou estar também,
eu vou me lembrar,
daquela canção que diz:
parapapapa....
bendito...encontro... na vida... amigo!
é tão forte quanto o vento quando sopra
tronco forte que não quebra, não entorta
podes crer, podes crer,
EU TÔ FALANDO DE AMIZADE! (())
Volta às aulas. Tenso!
Boa sorte pra mim! HAHAHA
:o)

08 agosto 2010

São vinte e um anos de amor, de carinho e de proteção. É muito tempo de devoção, é muito pouco tempo para eu poder expressar minha gratidão.
Ser pai é deixar de viver para si, é viver para outra parte de si. Uma parte exteriorizada, independente... É viver para o filho.
Ser filho é difícil também. Ser filho é ver o seu herói batalhando dia após dia, na saúde ou na doença, na alegria ou na tristeza, para não deixar que lhe falte nada, esquecendo de si mesmo para oferecer o melhor e ter orgulho misturado com medo de tanto sacrifício não seja recompensado da forma que ele merece. É, portanto, viver em função de não decepcioná-lo, de se tornar o filho que seu pai merece. Em função de recompensar todo o sacrifício de uma vida.
A importância de todos os detalhes de uma viva de pai e filho não pode ser medida ou explicada. É um conjunto de atitudes combinadas de amor, onde o sacrifício há de ser recompensado para ambos, pela alegria!
E não há nada mais bonito do que o amor da família, o amor puro, o amor que nunca irá te abandonar, que estará sempre em seu coração refletindo ensinamentos em sua consciência.
Eu agradeço infinitamente por tudo, pai. Obrigada por nunca ter faltado, por estar sempre ao meu lado! Espero compartilhar sempre contigo de todo esse amor, de toda essa devoção, e ser sempre um motivo de felicidade para você.

FELIZ DIA DOS PAPAIS, PAIII!
Te amooo!!!
Melhor pai do mundo.

Mulher não guarda rancor!


Após um longo período, a mulher morre e chega aos portões do Céu.
Enquanto aguardava São Pedro, ela espiou pelas grades e viu seus pais,
amigos e todos que haviam partido antes dela, sentados a mesa,
apreciando um maravilhoso banquete.
Quando São Pedro chegou, ela comentou:
- Que lugar lindo! Como faço para entrar?
- Eu vou falar uma palavra. Se você soletrá-la corretamente na primeira
vez você entra; se errar vai direto para o inferno.
- Ok. Qual é a palavra?
- AMOR, respondeu São Pedro.
- A – M – O – R
Ela soletrou perfeitamente e de primeira.
Passou pelos portões.
Cerca de um ano depois, São Pedro pediu que ela vigiasse os portões
aquele dia. Para surpresa dela, o marido apareceu.
- Oi! Que surpresa! – disse ela. Como você esta?
- Ah, eu tenho estado muito bem desde que você morreu…
Casei-me com aquela bela enfermeira que cuidou de você,
recebi seu seguro de vida e fiquei milionário.
Vendi a casa onde vivemos e comprei uma mansão.
Eu e minha linda esposa viajamos por todo o mundo.
Estávamos de férias e eu fui esquiar hoje.
Caí, o esqui bateu na minha cabeça e aqui estou eu.
E agora, como faço para entrar, querida?
- Bem, aqui tem uma regra pra entrar:
Eu vou falar uma palavra.
Se você soletrá-la corretamente na primeira vez, você entra,
senão vai para o inferno.
- Qual é a palavra?

- ‘ARNOLD SCHWARZENEGGER’…

07 agosto 2010

do you remember when we first met?

Dear Mr. President

Dear Mr. President,

Come take a walk with me. (Take a walk with me)
Let's pretend we're just two people and
You're not better than me.
I'd like to ask you some questions if we can speak honestly.

What do you feel when you see all the homeless on the street?
Who do you pray for at night before you go to sleep?
What do you feel when you look in the mirror?
Are you proud?

How do you sleep while the rest of us cry?
How do you dream when a mother has no chance to say goodbye?
How do you walk with your head held high?
Can you even look me in the eye
And tell me why?

Dear Mr. President,
Were you a lonely boy? (Were you a lonely boy)
Are you a lonely boy? (Are you a lonely boy?)
How can you say
No child is left behind?
We're not dumb and we're not blind.
They're all sitting in your cells
While you pave the road to hell.

What kind of father would take his own daughter's rights away?
And what kind of father might hate his own daughter if she were gay?
I can only imagine what the first lady has to say
You've come a long way from whiskey and cocaine.

How do you sleep while the rest of us cry?
How do you dream when a mother has no chance to say goodbye?
How do you walk with your head held high?
Can you even look me in the eye?

Let me tell you 'bout hard work
Minimum wage with a baby on the way
Let me tell you 'bout hard work
Rebuilding your house after the bombs took them away
Let me tell you 'bout hard work
Building a bed out of a cardboard box
Let me tell you 'bout hard work
Hard work
Hard work
You don't know nothing 'bout hard work
Hard work
Hard work
Oh

(How do you sleep at night?)
(How do you walk with your head held high?)
Dear Mr. President,
You'd never take a walk with me.
Would you?


Dear Mr. President, PINK.

(tradução)

02 agosto 2010

Só por hoje eu não quero mais chorar
Só por hoje eu espero conseguir

Aceitar o que passou e o que virá

Só por hoje vou me lembrar que sou feliz


Hoje já sei que sou tudo que preciso ser

Não preciso me desculpar e nem te convencer

O mundo é radical

Não sei onde estou indo

Só sei que não estou perdido

Aprendi a viver um dia de cada vez



Só por hoje eu não vou me machucar

Só por hoje eu não quero me esquecer

Que há algumas pouco vinte quatro horas

Quase joguei a minha vida inteira fora

Não não não não


Viver é uma dádiva fatal!

No fim das contas ninguém sai vivo daqui, mas...

Vamos com calma!


Só por hoje eu não quero mais chorar

Só por hoje eu não vou me destruir

Posso até ficar triste se eu quiser

É só por hoje, ao menos isso eu aprendi

Yeah!


(Legião Urbana, Só Por Hoje.)

Tantas, sou só uma e sou tantas

Sou devassa e sou santa
Recatada e vulgar

Louca,tão centrada e tão louca
Degustando em tua boca
As delícias de amar

Me respeita e me abusa
Me ame como quiser
Simples demais ou confusa

Sou simplesmente mulher


(Silvia Machete, Simplesmente Mulher. ♪)

daqui pra frentee, tuuudo vai ser diferentee! ♫

01 agosto 2010


CINCO MESES!
...pensei que nunca sairia dos quatro.
maldição dos 4 superada. (o: