31 agosto 2011

~♬ mesmo que mude.

Ela vai mudar, vai gostar de coisas que ele nunca imaginou... Vai ficar feliz de ver que ele também mudou. Pelo jeito não descarta uma nova paixão, mas espera que ele ligue a qualquer hora... Só pra conversar, e perguntar se é tarde pra ligar. Dizer que pensou nela... estava com saudade... mesmo sem ter esquecido que: É sempre amor, mesmo que acabe. Com ela aonde quer que esteja...
É sempre amor, mesmo que mude... É sempre amor, mesmo que alguém esqueça o que passou!
Ele vai mudar, escolher um jeito novo de dizer "alô". Vai ter medo de que um dia ela vá mudar... Que aprenda a esquecer sua velha paixão. Mas evita ir até o telefone para conversar... Pois é muito tarde pra ligar. Tem pensado nela, estava com saudade... mesmo sem ter esquecido que: É sempre amor, mesmo que acabe. Com ele aonde quer que esteja...
É sempre amor, mesmo que mude... É sempre amor, mesmo que alguém esqueça o que passou!
Para conversar, nunca é muito tarde pra ligar! Ele pensa nela... Ela tem saudade... Mesmo sem ter esquecido que: É sempre amor, mesmo que acabe. Com ele aonde quer que esteja...
É sempre amor, mesmo que mude... É sempre amor, mesmo que alguém esqueça o que passou!

16 agosto 2011

é a explicação que eu posso dar, e meu pedido de desculpa vai embutido. :)


"Quer saber de uma coisa? Não tenho nada de complicado não, não há nada estranho em mim, a não ser essa porra dessa complicação que eu inventei, porque de outro jeito, eu não saberia me justificar dessa falta de habilidade em administrar a permanência das coisas na minha vida. Como eu iria convencer a mim e aos outros que tudo que me escapa pelos dedos é simplesmente porque permito?

A minha fragilidade desmascarada, meus defeitos banalizados, eu não podia, melhor que me achassem dessas pessoas, cheia de birutices e complexidades tão sacais. Um grande disfarce pro simplérrimo que mora em mim, porque eu sou tão sentimental, eu amo tanto, eu quero tanto, eu choro tanto, eu sofro tanto, sou somente mais uma alma dessas que se fodem todinha.

Essas dificuldades de conservação das coisas têm outras explicações, e pra isso precisei de um pouco dos esclarecimentos extraídos da terapia que eu quase finalizei, porque quase desvendaram que a culpa de tudo estava na minha mãe ou talvez no meu pai, ou naquele amor que tive aos nove anos, não correspondido.

Mas antes de tomar conhecimento profundo de quem eu era, cortei a terapia, me dei alta rapidamente, com medo de me descobrir tão comum. O fato é que não sou esse ser racional, frio e consequente sempre. Não há essa personalidade autosuficiente que eu sempre quero aparentar.

É que eu me desinteresso fácil sabe?  Desapego-me.  Assim, automático. Tão comum aos loucos, tão comum aos descomplicados. Um desinteresse que eu mascarava de coerência. O detalhe é que fui amargando uma realidade até então desconhecida, que acontece toda vez que me deparo com alguém que precisa de mim.

Tenho pânico por pessoas que necessitam dos meus cuidados, das minhas atenções dobradas, das minhas palavras conexas, da minha presença durável, do meu estar perto. Quando isso acontece, eu padeço; assusto-me; como doi sentir-se no comando da felicidade do outro, e não ter talento pra tanto, não há essa força em mim, eu não quero ter essa força.

E como é foda depois, quando eu me sinto que nem um cachorrinho que cai da mudança, no momento que aquele alguém que precisava de mim pra respirar, anuncia que não precisa mais, porque é justamente aí que preciso desesperadamente dele. Talvez eu devesse apelar aos que chegam perto, antes do inevitável acontecer:  Por favor, não precise de mim!

Não precise nunca de mim, nunca, não me deixe supor que a sua existência estar amarrada a mim, que você não será feliz caso eu não corresponda suas expectativas. Por favor, me deixe apenas acreditar que sua vida só ficou um pouco melhor do meu lado, não me dê amor desmedido, não me dê sua vida em minhas mãos.

Entenda, não é por mal, não sou má pessoa, eu só não sei como usar isso, não sei governar, não sei o que fazer com tanto poder. Eu quero sim cuidar de você e te dar um amor inteiro, mas não me faça achar que você precisa disso pra continuar.

E eu te prometo tentar não ruir, prometo tentar não perecer, prometo sim ser o que você precisa, sem que você realmente precise. A minha incapacidade pode até ser mesmo filha da puta, mas por trás dela tem apenas alguém que precisa mais do que tem pra dar.

Quando você sair da minha vida, porque cansou de me dá o que não sei retribuir, vou amaldiçoar estar no mundo sem você, mas vou amaldiçoar muito mais ainda, ter que retornar a terapia pra continuar buscando quem eu já conheço."

Desconheço o autor, mas o texto foi indicação da minha amiga Samya Camargo. Lembrou de mim não foi à toa, né, amiga? Achou um resumo da minha personalidade suuuuuuuuper "complicada". Te amo! Saudade.

06 agosto 2011

-

Talvez um dia você perceba que eu faço falta na sua vida, e essa falta é um espaço a ser preenchido. Talvez um dia, no meio de tantas... posso até não ser aquela que você sonha, mas sou a pessoa que mais te completa e talvez no exato momento que você perceber tudo isso, eu descubra que estar com você não vale mais a pena.

05 agosto 2011

roda moinho, roda gigante... ♬


Pois que o amor e a afeição com facilidade cegam os olhos do entendimento.

Sonhar o sonho impossível,
Sofrer a angústia implacável,
Pisar onde os bravos não ousam,
Reparar o mal irreparável,
Amar um amor casto à distância,
Enfrentar o inimigo invencível,
Tentar quando as forças se esvaem,
Alcançar a estrela inatingível:
Essa é a minha busca.

O meu repouso é a batalha.

O medo é que faz que não vejas, nem ouças.
Porque um dos efeitos do medo é turvar os sentidos,
e fazer que pareçam as coisas outras do que são!

Quando você realmente amar alguém e for recíproco, você vai ver como é bom amar. Pra amar não precisa namorar, e bla bla bla, mais o namoro é a melhor forma de expressar o sentimeto, quando você sentir suas pernas tremerem, sua barriga gelar, teu corpo ficar mole, aí sim você vai enteder a magia de amar.

(Dom Quixote)
___________________________

Sempre fui meio Dom Quixote.
Não que fosse cega para a verdade,
mas por insistir em ver bondade,
onde os outros se recusavam a enxergar.
Eu aprendi...
...que ter uma criança adormecida nos braços é um dos momentos mais pacíficos do mundo;
Eu aprendi...
...que ser gentil é mais importante do que estar certo;
Eu aprendi...
...que nunca se deve negar um presente a uma criança;
Eu aprendi...
...que eu sempre posso fazer uma prece por alguém quando não tenho a força para ajudá-lo de alguma outra forma;
Eu aprendi...
...que não importa quanta seriedade a vida exija de você, cada um de nós precisa de um amigo brincalhão para se divertir junto;
Eu aprendi...
...que algumas vezes tudo o que precisamos é de uma mão para segurar e um coração para nos entender;
Eu aprendi...
...que os passeios simples com meu pai em volta do quarteirão nas noites de verão quando eu era criança fizeram maravilhas para mim quando me tornei adulto;
Eu aprendi...
...que deveríamos ser gratos a Deus por não nos dar tudo que lhe pedimos;
Eu aprendi...
...que dinheiro não compra "classe";
Eu aprendi...
...que são os pequenos acontecimentos diários que tornam a vida espetacular;
Eu aprendi...
...que debaixo da "casca grossa" existe uma pessoa que deseja ser apreciada, compreendida e amada;
Eu aprendi...
...que Deus não fez tudo num só dia; o que me faz pensar que eu possa?
Eu aprendi...
...que ignorar os fatos não os altera;
Eu aprendi...
...que quando você planeja se nivelar com alguém, apenas esta permitindo que essa pessoa continue a magoar você;
Eu aprendi...
...que o AMOR, e não o TEMPO, é que cura todas as feridas;
Eu aprendi...
...que a maneira mais fácil para eu crescer como pessoa é me cercar de gente mais inteligente do que eu;
Eu aprendi...
...que cada pessoa que a gente conhece deve ser saudada com um sorriso;
Eu aprendi...
...que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa;
Eu aprendi...
...que a vida é dura, mas eu sou mais ainda;
Eu aprendi...
...que as oportunidades nunca são perdidas; alguém vai aproveitar as que você perdeu.
Eu aprendi...
...que quando o ancoradouro se torna amargo a felicidade vai aportar em outro lugar;
Eu aprendi...
...que devemos sempre ter palavras doces e gentis pois amanhã talvez tenhamos que engoli-las;
Eu aprendi...
...que um sorriso é a maneira mais barata de melhorar sua aparência;
Eu aprendi...
...que não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito;
Eu aprendi...
...que todos querem viver no topo da montanha, mas toda felicidade e crescimento ocorre quando você esta escalando-a;
Eu aprendi...
...que só se deve dar conselho em duas ocasiões: quando é pedido ou quando é caso de vida ou morte;
Eu aprendi...
...que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer.

(bob marley)

"Os ventos que as vezes tiram algo que amamos, são os mesmos que trazem algo que aprendemos a amar. Por isso não devemos chorar pelo que nos foi tirado e sim, aprender a amar o que nos foi dado. Pois tudo aquilo que é realmente nosso, nunca se vai para sempre."

COMPAIXÃO É FORTALEZA... Ter bondade é ter coragem! ♬

Caridade ensinada melhora os ouvidos. 
Caridade praticada aprimora os corações. 
(EMMANUEL)

o teatro mágico. :o)

Deixa eu me livrar das minhas marcas...
Deixa eu me lembrar de criar asas...
[...]
Deixa que nesse verão eu faço sol.

~♬

Consegui meu equilíbrio cortejando a insanidade,
Tudo está perdido mas existem possibilidades.
Tínhamos a ideia, mas você mudou os planos...
Tínhamos um plano, você mudou de ideia!
Já passou, já passou - quem sabe outro dia...

Se pudéssemos voltar atrás, jamais seguiríamos em frente.

"Experiência é o nome que damos aos nossos erros."

(augusto branco)

Já perdoei erros quase imperdoáveis, tentei substituir pessoas insubstituíveis e esquecer pessoas inesquecíveis. Já fiz coisas por impulso, já me decepcionei com pessoas que eu nunca pensei que iriam me decepcionar, mas também já decepcionei alguém.
Já abracei pra proteger, já dei risada quando não podia, fiz amigos eternos e amigos que eu nunca mais vi. Amei e fui amado, mas também já fui rejeitado, fui amado e não amei.
Já gritei e pulei de tanta felicidade, já vivi de amor e fiz juras eternas, e quebrei a cara muitas vezes! Já chorei ouvindo música e vendo fotos, já liguei só para escutar uma voz, me apaixonei por um sorriso, já pensei que fosse morrer de tanta saudade e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo).
Mas vivi! E ainda vivo. Não apenas passo pela vida. E você também não deveria passar! Viva!
Bom mesmo é ir à luta com determinação, abraçar a vida com paixão, perder com classe e vencer com ousadia, porque o mundo pertence a quem se atreve e a vida é "muito" para ser insignificante.

Clique na imagem para ampliá-la. :o)

03 agosto 2011

genial.

O humorista Danilo Gentili postou a seguinte piada no seu twitter:
"King Kong, um macaco que, depois que vai para a cidade e fica famoso, pega uma loira. Quem ele acha que é? Jogador de futebol?"
A ONG Afrobras se posicionou contra: 
"Nos próximos dias devemos fazer uma carta de repúdio. Estamos avaliando ainda uma representação criminal", diz José Vicente, presidente da ONG. "Isso foi indevido, inoportuno, de mau gosto e desrespeitoso. Desrespeitou todos os negros brasileiros e também a democracia. Democracia é você agir com responsabilidade", avalia Vicente.
Alguns minutos após escrever seu primeiro "twitter" sobre King Kong, Gentili tentou se justificar no microblog:
"Alguém pode me dar uma explicação razoável por que posso chamar gay de veado, gordo de baleia, branco de lagartixa, mas nunca um negro de macaco?" (GENIAL) "Na piada do King Kong, não disse a cor do jogador. Disse que a loira saiu com o cara porque é famoso. A cabeça de vocês é que têm preconceito."
Mas, calma! Essa não foi a tal resposta genial que está no título, e sim ESTA:
"Se você me disser que é da raça negra, preciso dizer que você também é racista, pois, assim como os criadores de cachorros, acredita que somos separados por raças. E se acredita nisso vai ter que confessar que uma raça é melhor ou pior que a outra, pois, se todas as raças são iguais, então a divisão por raça é estúpida e desnecessária. Pra que perder tempo separando algo se no fundo dá tudo no mesmo?
Quem propagou a ideia que "negro" é uma raça foram os escravagistas. Eles usaram isso como desculpa para vender os pretos como escravos: "Podemos tratá-los como animais, afinal eles são de uma outra raça que não é a nossa. Eles são da raça negra".
Então quando vejo um cara dizendo que tem orgulho de ser da raça negra, eu juro que nem me passa pela cabeça chamá-lo de macaco, MAS SIM DE BURRO.
Falando em burro, cresci ouvindo que eu sou uma girafa. E também cresci chamando um dos meus melhores amigos de elefante. Já ouvi muita gente chamar loira caucasiana de burra, gay de v***** e ruivo de salsicha, que nada mais é do que ser chamado de restos de porco e boi misturados.
Mas se alguém chama um preto de macaco é crucificado. E isso pra mim não faz sentido. Qual o preconceito com o macaco? Imagina no zoológico como o macaco não deve se sentir triste quando ouve os outros animais comentando:
- O macaco é o pior de todos. Quando um humano se xinga de burro ou elefante dão risada. Mas quando xingam de macaco vão presos. Ser macaco é uma coisa terrível. Graças a Deus não somos macacos.
Prefiro ser chamado de macaco a ser chamado de girafa. Peça a um cientista que faça um teste de Q.I. com uma girafa e com um macaco. Veja quem tira a maior nota.
Quando queremos muito ofender e atacar alguém, por motivos desconhecidos, não xingamos diretamente a pessoa, e sim a mãe dela. Posso afirmar aqui então que Darwin foi o maior racista da história por dizer que eu vim do macaco?
Mas o que quero dizer é que na verdade não sei qual o problema em chamar um preto de preto. Esse é o nome da cor não é? Eu sou um ser humano da cor branca. O japonês da cor amarela. O índio da cor vermelha. O africano da cor preta. Se querem igualdade deveriam assumir o termo "preto" pois esse é o nome da cor. Não fica destoante isso: "Branco, Amarelo, Vermelho, Negro"?. O Darth Vader pra mim é negro. Mas o Bill Cosby, Richard Pryor e Eddie Murphy que inspiram meu trabalho, não. Mas se gostam tanto assim do termo negro, ok, eu uso, não vejo problemas. No fim das contas, é só uma palavra. E embora o dicionário seja um dos livros mais vendidos do mundo, penso que palavras não definem muitas coisas e sim atitudes.
Digo isso porque a patrulha do politicamente correto é tão imbecil e superficial que tenho absoluta certeza que serei censurado se um dia escutarem eu dizer: "E aí seu PRETO, senta aqui e toma uma comigo!". Porém, se eu usar o tom correto e a postura certa ao dizer "Desculpe meu querido, mas já que é um afrodescendente, é melhor evitar sentar aqui. Mas eu arrumo uma outra mesa muito mais bonita pra você!" Sei que receberei elogios dessas mesmas pessoas; afinal eu usei os termos politicamente corretos e não a palavra "preto" ou "macaco", que são palavras tão horríveis.
Os politicamente corretos acham que são como o Superman, o cara dotado de dons superiores, que vai defender os fracos, oprimidos e impotentes. E acredite: isso é racismo, pois transmite a ideia de superioridade que essas pessoas sentem de si em relação aos seus "defendidos"
Agora peço que não sejam racistas comigo, por favor. Não é só porque eu sou branco que eu escravizei um preto. Eu juro que nunca fiz nada parecido com isso, nem mesmo em pensamento. Não tenham esse preconceito comigo. Na verdade, SOU ÍTALO-DESCENDENTE. ITALIANOS NÃO ESCRAVIZARAM AFRICANOS NO BRASIL. VIERAM PRA CÁ E, ASSIM COMO OS PRETOS, TRABALHARAM NA LAVOURA. A DIFERENÇA É QUE ESCRAVA ISAURA FEZ MAIS SUCESSO QUE TERRA NOSTRA.
Ok. O que acabei de dizer foi uma piada de mau gosto porque eu não disse nela como os pretos sofreram mais que os italianos. Ok. Eu sei que os negros sofreram mais que qualquer raça no Brasil. Foram chicoteados. Torturados. Foi algo tão desumano que só um ser humano seria capaz de fazer igual. Brancos caçaram negros como animais. Mas também os compraram de outros negros. Sim. Ser dono de escravo nunca foi privilégio caucasiano, e sim da sociedade dominante. Na África, uma tribo vencedora escravizava a outra e as vendia para os brancos sujos.
Lembra que eu disse que era ítalo-descendente? Então. Os italianos podem nunca ter escravizados os pretos, mas os romanos escravizaram os judeus. E eles já se vingaram de mim com juros e correção monetária, pois já fui escravo durante anos de um carnê das Casas Bahia.
Se é engraçado piada de gay e gordo, por que não é a de preto? Porque foram escravos no passado hoje são café com leite no mundo do humor? É isso? Eu posso fazer a piada com gay só porque seus ancestrais nunca foram escravos? Pense bem, talvez o gay na infância também tenha sofrido abusos de alguém mais velho com o chicote.
Se você acha que vai impor respeito me obrigando a usar o termo "negro" ou "afrodescendente" , tudo bem, eu posso fazer isso só pra agradar. Na minha cabeça, você será apenas preto e eu, branco, da mesma raça - a raça humana. E você nunca me verá por aí com uma camiseta escrita "100% humano", pois não tenho orgulho nenhum de ser dessa raça que discute coisas idiotas de uma forma superficial e discrimina o próprio irmão."

01 agosto 2011


"Tenho consciência de ser autêntica e procuro superar todos os dias minha própria personalidade, despedaçando dentro de mim tudo que é velho e morto, pois lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes.

O importante é semear, produzir milhões de sorrisos de solidariedade e amizade. Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende!"