07 janeiro 2011

Não importa quanto vai durar - é infinito agora. 
(Caio Fernando Abreu)